FASETE - Faculdade de Sete de Setembro

Revista Rios Eletrônica

Revista Eletrônica da Faculda Sete de Setembro - FASETE
ISSN 1982-055


Edição 2018 - n. 16

O RISCO DO USO IRRACIONAL DO PARACETAMOL NA POPULAÇÃO BRASILEIRA E SEUS EFEITOS NA HEMOSTASIA

Nara Ferreira Brayner / Aracely Andrade da Silva / Felipe Rodrigues de Almeida

RESUMO

O objetivo desta revisão foi pesquisar os danos hepáticos do paracetamol quando em sobredoses caracterizando esse efeito nos distúrbios da hemostasia. Esta revisão da literatura foi realizada a partir das bases de dados: Medline, Bireme e SciELO, considerando-se artigos publicados, no período de 2000 a 2016 nos idiomas português, inglês e espanhol, além de livros técnicos, manuais e legislação sobre o assunto. A dose terapêutica convencional varia de 325 a 1000mg em adultos a cada 4-6 horas, não ultrapassando 4000mg/dia. As sobredoses do paracetamol causam lesões no fígado. Ele é metabolizado por três vias: glicuronização, sulfatação e oxidação. A oxidativa produz um metabólito tóxico N-acetil-p-benzoquinonaimina (NAPQI) que uni-se a glutationa (GSH) sendo convertida a produto não tóxico, mas em sobredoses a GSH se esgota e o acúmulo de NAPQI causa lesão hepática. O antídoto é o N-acetil-cisteína (NAC) repondo as reservas de GSH neutralizando o NAPQI. Esse cenário de lesão afeta o sistema hemostático por ser sintetizado no fígado. O teste do tempo de protrombina (TP) mede os fatores da via extrínseca e comum, tem seu valor alongado em casos de lesão hepática, os da Relação Normatizada Internacional (INR) também se eleva. Contudo a automedição é uma realidade no Brasil, o que direciona também ao fato do uso indiscriminado dos medicamento, inclusive o paracetamol, a orientação do profissional da saúde pode amenizar essa situação.

PALAVRAS-CHAVE: Paracetamol. Hepatotoxicidade. Hemostasia. Automedicação. Acetaminofeno

ABSTRACT

This article aims to investigate the liver damage caused by paracetamol overdoses, characterizing this effect on hemostasis disorders. This literature review was performed using the databases: Medline, SciELO and Bireme, considering articles published in the period 2000-2016, in portuguese, english and spanish, as well as technical books, manuals and legislation about the subject. The conventional therapeutic dose range 325-1000 mg in adults every 4-6 hours, not exciding 4000mg/day. The overdoses of paracetamol cause damage to liver. It is metabolized in three ways: glucuronidation, sulfation and oxidation. The oxidation produces a toxic metabolite, N-acetyl-p-benzoquinoneimine (NAPQI), which unites to glutathione (GSH), being converted to a non-toxic product, but in an overdose, the GSH is depleted and the NAPQI accumulation causes a liver damage. The antidote is N-acetyl-cysteine (NAC), which replenishes the reserves of GSH, neutralizing NAPQI. This injury scenario affects the hemostatic system for being synthesized in the liver. The test of prothrombin time (PT) measures the extrinsic and common pathway factors, it has its elongated value in hepatic injury, international normalized ratio (INR) also rises. However selfmedication is a reality in Brazil, which is also directly related to the fact of using indiscriminate medication, including paracetamol, being the orientation of the health professional important to alleviate this situation.

KEYWORDS: Paracetamol. Hepatotoxicity. Hemostasis. Self-medication. Acetaminophen

PDF


Conteúdo da revista

Pesquisa

Indexadores

  • LatIndex
  • LivRe!
  • LivRe!

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino LTDA
Rua Vereador José Moreira nº 1000 - Perpétuo Socorro - CEP: 48603-004 - Fone/Fax: (75) 3501-0777 - Paulo Afonso - Bahia - Brasil