FASETE - Faculdade de Sete de Setembro

Revista Rios Eletrônica

Revista Eletrônica da Faculda Sete de Setembro - FASETE
ISSN 1982-055


Edição 2018 - n. 15

TENDÊNCIA DE MORTALIDADE POR TUBERCULOSE NA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL, 1996 – 2015

Karolayne Silva Souza / Flávia Steffany Leite Miranda / Milena Roberta Freire da Silva / Kátia C. da Silva Felix

RESUMO

A tuberculose (TB) é uma doença crônica, infectocontagiosa, de distribuição global, que constitui um grave problema de Saúde Pública, em âmbito mundial, no qual cerca de 10,4 milhões de novos casos foram registrados no mundo, no ano de 2015. Destes indivíduos infectados, que sofrem com a doença, há uma maior incidência entre os homens, que se apresentam com 5,9 milhões dos casos, seguido das mulheres com 3,5 milhões e 1 milhão de crianças com a patologia, neste mesmo ano houve uma estimativa de 1,4 milhões de mortes. Sua apresentação clinica é caracterizada principalmente pelo comprometimento dos pulmões, podendo atingir também outros sítios anatômicos do corpo, ou ocorrer de maneira disseminada que é denominada tuberculose miliar. Perante a importância desta doença, vários estudos têm sido conduzidos sobre as tendências de mortalidade, neste sentido este trabalho teve como objetivo avaliar a tendência temporal de mortalidade por tuberculose na região Nordeste do Brasil, no período de 1996 a 2015. Trata-se de um estudo ecológico, retrospectivo de uma série temporal, baseado em dados secundários coletados através do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) do Departamento de Infomática so Sistema Único de Saúde (DATASUS). Foram analisados os dados de óbitos por tuberculose em residentes da Região Nordeste, entre os anos de 1996 a 2015, segundo sexo e faixa etária (20-29, 30-39, 40-49, 50-59, 60-69, 70-79 anos e 80 anos mais), foi utilizada a 10ª revisão da versão brasileira da Classificação Internacional de Doenças (CID BR-10), para TB: 005. De 1996 a 2015 ocorreram 28.301 óbitos por tuberculose na região nordeste do Brasil entre indivíduos de 20 a 80 anos mais. As faixas etárias que apresentaram os maiores números de óbitos foram as faixas etárias de 40-49 anos 5.318 óbitos (19%) e de 50-59 anos 5.469 óbitos (19%). Observando-se cerca de 71% de óbitos para o sexo masculino (20.115 mortes), e cerca de 29% de óbitos para o sexo feminino (8.180 mortes). Foi observado que a taxa de mortalidade bruta no período de 1996 a 2015 apresentou um redução significativa de 2,7% ao ano. As taxas de mortalidade especifica e ajustada apresentaram um tendência decrescente significativa no período de 1996 a 2015, tanto no sexo feminino quanto para o sexo masculino. Neste estudo, a tendência decrescente na taxa de mortalidade por tuberculose encontrado nas últimas duas décadas avaliadas, pode estar relacionada a algumas estratégias de saúde adotadas como a descentralização do tratamento para a atenção básica a saúde, bem como a disponibilidade de diagnósticos mais rápidos.

PALAVRAS-CHAVE: Tuberculose, óbitos por tuberculose e taxa de mortalidade.

ABSTRACT

Tuberculosis (TB) is an infectious and contagious chronic disease that is spread globally, constituting a serious Public Health problem worldwide, once that around 10,4 million of new cases were registered in the whole world in 2015. Among these infected individuals, men are mostly affected, representing 5,9 million of all cases, while women represent 3,5 million; 1 million of children are carriers of the disease. In the same year, it is estimated a number of 1,4 million deaths due to tuberculosis. The disease is characterized by the impairment of the lungs, with the possibility of damaging other organs or occur in a disseminated way, called “military”. In face of the seriousness of this disease, many researches have been conducted about the tendencies of mortality. Following this topic, this paper aimed to evaluate the temporal tendency of mortality due to tuberculosis in the Northeast region of Brazil from 1996 to 2015. It is an ecologic study that rescues a temporal series, based on secondary data gathered through the Mortality Information System (SIM) from the Technology Department of Unique Health System (DATASUS). It was analyzed tuberculosis death data among residents of the Northeast region between 1996 and 2015, according to gender and age. We made use of the 10th revision of Brazilian version of International Disease Ranking (CID BR-10), for TB: 005. Between 1996 and 2015, 28,301 deaths occurred due to tuberculosis in the Northeast of Brazil among individuals older than 20 years old. Age groups that presented greater numbers of deaths were 40-49 years old, with 5,318 deaths (19%) and 50-59 years old, with 5,469 deaths (19%). It was verified that around 71% of the deaths were of male individuals (20,115 deaths), and only 29% were female (8,180 deaths). Also, the death rates in the years between 1996 and 2015 presented an average reduction of 2,7% per year. The specific and adjusted death rates presented a significant decreasing trend during the same years, for both female and male individuals. In this research, the decreasing rates of death due to tuberculosis in the past few decades may be related to some health strategies that were recently adopted, such as the decentralization of treatment to the basic health and the quicker diagnostics.

KEYWORDS: Tuberculosis, Deaths due to Tuberculosis, Death Rates.

PDF


Conteúdo da revista

Pesquisa

Indexadores

  • LatIndex
  • LivRe!
  • LivRe!

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino LTDA
Rua Vereador José Moreira nº 1000 - Perpétuo Socorro - CEP: 48603-004 - Fone/Fax: (75) 3501-0777 - Paulo Afonso - Bahia - Brasil