FASETE - Faculdade de Sete de Setembro

Revista Rios Eletrônica

Revista Eletrônica da Faculda Sete de Setembro - FASETE
ISSN 1982-055


Edição 2018 - n. 15

A RELAÇÃO ENTRE A OBESIDADE E O INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO-IAM

Eliane Alves de Araújo / José Wellington Alves de Oliveira / Rafaell Batista Pereira

RESUMO

O processo de desenvolvimento econômico instigou à adoção de comportamentos prejudiciais à saúde, como o sedentarismo e a busca por alimentos mais acessíveis, em contrapartida passamos a adotar uma dieta rica em gorduras, sódio, conservante e o uso cada vez mais precoce de bebidas alcoólicas e cigarros, todas essas modificações causaram o aumento quantitativo de obesos e portadores de doenças crônicas como hipertensão e diabetes. O objetivo principal da pesquisa é descrever a relação do infarto agudo do miocárdio e a obesidade, bem como os principais fatores de risco para o infarto. A obesidade é uma doença de difícil controle capaz de diminuir a qualidade de vida do indivíduo pois está associada a diversas morbidades e ao infarto agudo do miocárdio, que ocorre devido a uma ruptura de uma placa aterosclerótica, formada principalmente de lipídeos, o que provoca a formação de trombos obstruindo as artérias coronárias, esses vasos são responsáveis por irrigar o miocárdio de oxigênio e nutrientes, com a ausência do fluxo sanguíneo o tecido sofre necrose, comprometendo a fisiologia do coração. A pesquisa visa estabelecer uma relação entre obesidade e infarto, através de uma revisão bibliográfica descritivo-exploratório em livros, diretrizes e artigos da biblioteca virtual em saúde que abrangem de forma detalhada o assunto através de pesquisas e dados estatísticos. Este artigo foi capaz de concluir que se torna imprescindível a adoção de hábitos saudáveis como a realização de atividades físicas, a busca de uma alimentação saudável e a diminuição do consumo de bebidas alcoólicas e tabaco, visando prevenir a obesidade que está correlacionada com os altos índices de mortalidade por Infarto Agudo do Miocárdio no Brasil.

PALAVRAS-CHAVE: Obesidade, Sobrepeso, Infarto Agudo do Miocárdio e Fatores de Risco.

ABSTRACT

The process of economic development led to the adoption of unhealthy behaviors, such as sedentary lifestyle and the seek for more accessible food, on the other hand we came to adopt a diet rich in fat, sodium, preservatives and the increasingly early consume of alcohol and cigarettes. All of these changes caused a quantitative increase of obese and people who suffer from chronic diseases like hypertension and diabetes. The main objective of this research is to describe the relation between acute myocardial infarction and obesity, as also the main factors for heart attacks. Obesity is a disease hard to be controlled, capable of decreasing the life quality of an individual because it is associated to much morbidity and to acute myocardial infarction, that occurs due to the rupture of an atherosclerotic plaque, mainly formed by lipids, which causes the formation of thrombi that obstruct the coronary arteries. These vases are responsible for irrigating the myocardium with oxygen and nutrients. The absence of blood flow causes necrosis on the tissues, compromising the physiology of the heart. The research aims to establish a relation between obesity and heart attack through a descriptive and exploratory bibliographic review in books, guidelines and articles from the Virtual Health Library that comprehend in details this topic through researches and statistic data. This paper could conclude that the adoption of healthy habits is essential, such as physical activities, healthy eating and decreasing the consume of alcohol and cigarettes, in order to prevent the obesity that is correlated to high rates of mortality caused by Acute Myocardial Infarction in Brazil.

KEYWORDS: Obesity, Overweight, Acute Myocardial Infarction, Risk Factors.

PDF


Conteúdo da revista

Pesquisa

Indexadores

  • LatIndex
  • LivRe!
  • LivRe!

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino LTDA
Rua Vereador José Moreira nº 1000 - Perpétuo Socorro - CEP: 48603-004 - Fone/Fax: (75) 3501-0777 - Paulo Afonso - Bahia - Brasil