FASETE - Faculdade de Sete de Setembro

Revista Rios Eletrônica

Revista Eletrônica da Faculda Sete de Setembro - FASETE
ISSN 1982-055


Edição 2018 - n. 15

CÂNCER DE MAMA FEMININO: Diagnóstico

Daniel Fábio T. Silva / Vanessa Simões Sandes Walois / Ilton Palmeira Silva / Thalita Meriele S. Melo

RESUMO

Todos os anos, milhares de mulheres por todo o mundo e no Brasil morrem em virtude de uma doença que é a segunda causa de óbitos de indivíduos do sexo feminino. Trata-se do câncer de mama, que consiste em alterações genéticas em células mamárias, as quais se replicam de maneira desordenada e incontrolada, causando tumor, o qual pode ficar restrito à mama ou espalhar-se para outros órgãos, ocorrendo o fenômeno da metástase. Essa neoplasia, que vem acometendo a cada dia mais mulheres, com previsão de 57.960 novos casos em 2016 no Brasil, é multifatorial, destacando-se a idade; o sexo; a história reprodutiva, como menarca precoce, menopausa e gravidez tardia, nuliparidade; histórico familiar; hábitos, como tabagismo, ingestão de bebidas alcóolicas e excesso de peso/obesidade. Além de multifatorial, o câncer de mama é uma doença heterogênea, com diversos tipos de carcinomas, sendo os principais, o carcinoma ductal in situ, o carcinoma ductal invasivo, o carcinoma lobular in situ e o carcinoma lobular invasivo. Desses tipos, o mais comum é o carcinoma ductal invasivo, sendo também o mais perigoso por apresentar maior risco de metástase. A neoplasia mamária é mais incidente na região sudeste do país e posteriormente na região nordeste, com um número elevado de mortes em todo o Brasil, sendo a segunda causa de morte em mulheres apenas no norte, atrás apenas do câncer de colo do útero, constituindo um problema de saúde pública em nosso país, cujo enfrentamento consiste na detecção precoce dessa, geralmente, silenciosa doença. Nesse contexto, esse trabalho tem como objetivo identificar, através de revisão de literatura, os exames necessários para o diagnóstico do câncer de mama. Da pesquisa podemos encontrar como exames para o diagnóstico, a mamografia, principal método; o exame clínico das mamas; a ultrassonografia e a ressonância magnética, esses como complementares ou utilizados na impossibilidade da mamografia; bem como o uso de métodos invasivos, como a biópsia cirúrgica, a punção por agulha fina e a biópsia percutânea a vácuo, utilizados para confirmação do tumor. Depreendeu-se dessa pesquisa que o conhecimento e a compreensão dos fatores de risco, dos métodos diagnósticos constituem elementos inexoráveis no controle e no combate a essa neoplasia que acomete tantas mulheres todos os anos, assim como verificou-se que conhecer o comportamento do tumor e prever a sua história natural contribui para a escolha terapêutica mais efetiva e menos dolorosa, proporcionando maior sobrevida e qualidade de vida para a mulher que é atingida em um dos elementos mais marcantes de sua feminilidade, as suas mamas.

PALAVRAS-CHAVE: câncer de mama; diagnóstico; fatores de risco.

ABSTRACT

Every year, thousands of women die around the world because of a disease that is considered to be the second greatest cause of deaths among females. It is the Breast Cancer, which consists of genetic changes in the breast cells that disorderly reproduce themselves, causing a tumor that may occur only in the breasts, but that can also spread to other organs in the body, causing the metastasis. This neoplasm, that have been harming an increasing number of women, with an estimative of 57.960 new cases in 2016 in Brazil, is multifactorial, highlighting aspects such as age; sex; reproductive history, like an early menarche, menopause and late pregnancy; nulliparity; familiar history; habits such as smoking, drinking alcohol and overweight. Besides being multifactorial, breast cancer is a heterogenic disease, with many types of carcinomas, being the main ones the in situ ductal carcinoma, the invasive ductal carcinoma and the in situ lobular carcinoma. Among these, the most common is the invasive ductal carcinoma, being it also the most dangerous for presenting a greater risk of metastasis. The breast neoplasm is more common in the southeast region of Brazil, followed by the northeast region, with a high number of deaths throughout the entire country. In the north region, it is the second greatest cause of deaths among women, preceded only by the Cervix Cancer, consisting in a major public health issue in Brazil whose coping depends on the early detection of this silent disease. In this context, this paper aims to identify, through a literary review, the necessary tests for diagnosing breast cancer. Through the research, we can list tests such as mammography, which is the main method; the clinical examination of the breasts; ultrasonography and magnetic resonance, which can be used as a complement or when the mammography is not possible; invasive methods such as the surgical biopsy, needle puncture and the percutaneous vacuum biopsy, used to confirm the existence of the tumor. This research made possible to know and understand the risk factors and the diagnosis methods that are essential elements to control and fight this neoplasm that harms so many women every year. It also made possible to verify the importance of knowing the tumor’s behavior and predict its natural development in order to choose the most effective and least painful therapeutic treatment, providing a better survival and life quality to the patients harmed on one of the most remarkable elements of their femininity: their breasts.

KEYWORDS: Breast Cancer, Dignosis, Risk Factors.

PDF


Conteúdo da revista

Pesquisa

Indexadores

  • LatIndex
  • LivRe!
  • LivRe!

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino LTDA
Rua Vereador José Moreira nº 1000 - Perpétuo Socorro - CEP: 48603-004 - Fone/Fax: (75) 3501-0777 - Paulo Afonso - Bahia - Brasil