Baixe o aplicativo da FASETE e tenha acesso rápido ao Portal Acadêmico no seu celular - CLIQUE AQUI

FASETE - Faculdade de Sete de Setembro

Busca Buscar

Bolsas e Linhas de Crédito

Sistemas de Informação

Aplicativo que ajuda crianças com problemas de linguagem será apresentado em evento nacional

- Natália Cleuber e Dorisvan Lira | Dep. Comunicação
A egressa Luana (esq.), Ricardo Porto (coord. de Sistemas) e Ana Carolina (coord. Ed. Física).
A egressa Luana (esq.), Ricardo Porto (coord. de Sistemas) e Ana Carolina (coord. Ed. Física).

O aplicativo Aleph Kids, criado para ajudar crianças com disgrafia ou disortografia, foi desenvolvido pela egressa de Sistemas de Informação da Fasete, Luana Isabela Bezerra de Matos, ainda na graduação como projeto de pesquisa monográfica em 2014.

Agora, o projeto orientado pelo ex-coordenador de Sistemas, o professor Igor Medeiros, e com coorientação da coordenadora do curso de Educação Física da Fasete, a professora Dra. Ana Carolina, será apresentado na forma de artigo no 7º Congresso Brasileiro de Educação Especial, nos dias 14 a 17 de novembro de 2018, na Universidade Federal de São Carlos, em São Carlos/SP.

O trabalho será apresentado no Congresso pelo atual coordenador do curso de Sistemas, o professor mestre Ricardo Porto. “É muito bom resgatar alunos para a produção científica. Hoje, o curso de Sistemas é o que maior número de egressos em Strictu Sensu”.

“Como especialista na área de educação especial, observamos que o projeto tinha grande potencial no campo da educação inclusiva, associando a tecnologia a realidade das crianças”, explica a Dra. Ana Carolina que incentivou a egressa a criar e submeter o artigo.

“A conquista da publicação é ainda mais especial visto que menos de 20% dos trabalhos submetidos são aprovados para os Anais que têm Qualis A2”, complementa Ana.

 

Disgrafia e Disortografia e o Aplicativo

A Disgrafia e Disortografia são problemas do campo da linguagem.

Disortografia é a dificuldade do aprendizado e do desenvolvimento da habilidade da linguagem escrita expressiva. Enquanto que a Disgrafia é compreendida como uma deficiência na habilidade para escrever primeiramente em termos de caligrafia, mas também em termos de coerência.

Para ajudar as crianças a superarem essas dificuldades, Luana criou um jogo para dispositivos móveis. “A ideia nasceu ao observar o meu sobrinho que demostrava algumas dificuldades na aquisição da linguagem”, relata a pesquisadora.

Após pesquisar, ela encontrou vários exemplos em Língua Inglesa, mas em Língua Portuguesa era muito escassa a oferta.

A versão demo possui a primeira fase do jogo educativo. O desejo agora é dar continuidade ao projeto e implementar mais fases, para isso, Luana contará com a ajuda do irmão, Luanderson Ramon, também formado em Sistemas de Informação pela Fasete em 2018.1.

“Eu percebi que o projeto pode ajudar muitas pessoas. Não imaginava que iria conseguir leva-lo a outras IES. Por isso, posso dizer que estou surpresa com a aceitação do artigo e muito grata aos orientadores”, conta Luana.

Atualmente, a habilidosa profissional trabalha na Faculdade Sete de Setembro, onde se formou, e ocupa o cargo de Analista de Suporte Computacional.

Leia Mais

1 até 9 de 212 Próximo »   Último »
Credenciada: FIES Prouni
Associada:
  • ABED - Associação Brasileira de Educação a Distância
  • ABMES - Associação Brasileira de Montenedoras de Ensino Superior
  • Crea-BA: Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia
  • MUTUA - Caixa de Assistência dos Profissionais do CREA